Adotando o leão do Proerd como mascote e o slogan “É melhor Jair se acostumando” em discussões, o movimento brasileiro de direita alternativa, ou alt-right brasil, cresce cada vez mais na internet brasileira, atraindo um número cada vez maior de jovens. Nesta curva, que elegeu Donald Trump para a presidência dos EUA e planeja colocar a faixa presidencial em Bolsonaro no ano que vem, o open source poderá ser vítima de um fogo amigo.

close

Adotando o leão do Proerd como mascote e o slogan “É melhor Jair se acostumando” em discussões, o movimento brasileiro de direita alternativa, ou alt-right brasil, cresce cada vez mais na internet brasileira, atraindo um número cada vez maior de jovens. Nesta curva, que elegeu Donald Trump para a presidência dos EUA e planeja colocar a faixa presidencial em Bolsonaro no ano que vem, o open source poderá ser vítima de um fogo amigo.

Read more

Há alguns dias, fui surpreendido ao ver a notícia de que o FISL 18 havia sido adiado na capa do BR-Linux. Outra surpresa maior veio quando acessei o site do evento e vi uma página simples, sem qualquer profissionalismo, avisando do adiamento do mesmo, como se fosse a página de um site em manutenção.

close

Há alguns dias, fui surpreendido ao ver a notícia de que o FISL 18 havia sido adiado na capa do BR-Linux. Outra surpresa maior veio quando acessei o site do evento e vi uma página simples, sem qualquer profissionalismo, avisando do adiamento do mesmo, como se fosse a página de um site em manutenção.

Read more

Fala, pessoal! Estou vivendo, há dois anos, em GNUtopia, um novo país que surgiu em 2023 na América Central. Vocês estão lendo isso graças a uma nova tecnologia que desenvolvemos, pela qual conseguimos inserir textos em versões antigas de websites em tempo real. Muitos dos ataques de defacement noticiados pela mídia são, na verdade, testes dessa tecnologia que deram errado. Eu vim para cá pois a vida no Brasil ficou insustentável. Na verdade, o grande ataque cibernético de 2019, que derrubou a internet inteira por uma semana, era uma distração para o futuro ataque nuclear aos EUA e à Europa. Após esse trágico evento, as liberdades individuais na maioria dos países

close

Fala, pessoal! Estou vivendo, há dois anos, em GNUtopia, um novo país que surgiu em 2023 na América Central. Vocês estão lendo isso graças a uma nova tecnologia que desenvolvemos, pela qual conseguimos inserir textos em versões antigas de websites em tempo real. Muitos dos ataques de defacement noticiados pela mídia são, na verdade, testes dessa tecnologia que deram errado. Eu vim para cá pois a vida no Brasil ficou insustentável. Na verdade, o grande ataque cibernético de 2019, que derrubou a internet inteira por uma semana, era uma distração para o futuro ataque nuclear aos EUA e à Europa. Após esse trágico evento, as liberdades individuais na maioria dos países

Read more

Posted in Software livre

Sim, você não leu errado: a partir desse post, estou oficialmente me desligando de qualquer associação que possa haver entre mim e o assim chamado movimento do software livre. Os motivos estão explicados abaixo.

close

Sim, você não leu errado: a partir desse post, estou oficialmente me desligando de qualquer associação que possa haver entre mim e o assim chamado movimento do software livre. Os motivos estão explicados abaixo.

Read more

Está havendo uma grande repercussão de meu artigo sobre o fato de os ativistas de software livre terem colocado a carroça na frente dos bois. Neste texto, mostro cinco sugestões de como os ativistas de software livre podem auxiliar essa maravilhosa causa sem ficar ditando o que determinados eventos podem ou não instalar.

close

Está havendo uma grande repercussão de meu artigo sobre o fato de os ativistas de software livre terem colocado a carroça na frente dos bois. Neste texto, mostro cinco sugestões de como os ativistas de software livre podem auxiliar essa maravilhosa causa sem ficar ditando o que determinados eventos podem ou não instalar.

Read more

Posted in Opinião, Variedades

Este artigo não representa mais minha visão sobre o software livre e está sendo mantido aqui apenas por razões históricas. Para minha visão atual, veja este artigo. Mais um ano começa e, de novo, temos de encarar a ladainha dos ativistas brasileiros de software livre (ou melhor, do ativista brasileiro de software livre) sobre o fato de que eventos voltados ao tema, como o Flisol, não devem instalar a distribuição Ubuntu pelo fato de a mesma não estar alinhada à filosofia da FSF e promover aplicativos e serviços proprietários. Tudo isso seria lindo e nobre se não fosse por um detalhe: os ativistas colocaram a carroça na frente dos bois.

close

Este artigo não representa mais minha visão sobre o software livre e está sendo mantido aqui apenas por razões históricas. Para minha visão atual, veja este artigo. Mais um ano começa e, de novo, temos de encarar a ladainha dos ativistas brasileiros de software livre (ou melhor, do ativista brasileiro de software livre) sobre o fato de que eventos voltados ao tema, como o Flisol, não devem instalar a distribuição Ubuntu pelo fato de a mesma não estar alinhada à filosofia da FSF e promover aplicativos e serviços proprietários. Tudo isso seria lindo e nobre se não fosse por um detalhe: os ativistas colocaram a carroça na frente dos bois.

Read more

Há alguns dias, eu postei uma carta aberta dirigida à FSF com a finalidade de que esta entidade revogasse as licenças GPL, criadas por ela própria, dos desenvolvedores da distribuição RedStar OS, desenvolvida pelo governo da Coréia do Norte. Os motivos de minha solicitação eram o fato de que a distribuição – conforme matéria do site Motherboard – estava sendo utilizada como um instrumento de repressão e de vigilância contra a população daquele país. De acordo com a reportagem, dentre outros comportamentos “estranhos”, a distribuição coloca uma “marca d’água” em todos os arquivos presentes em discos nela acessados e, também, impede o usuário de modificar partes vitais do sistema, através de

close

Há alguns dias, eu postei uma carta aberta dirigida à FSF com a finalidade de que esta entidade revogasse as licenças GPL, criadas por ela própria, dos desenvolvedores da distribuição RedStar OS, desenvolvida pelo governo da Coréia do Norte. Os motivos de minha solicitação eram o fato de que a distribuição – conforme matéria do site Motherboard – estava sendo utilizada como um instrumento de repressão e de vigilância contra a população daquele país. De acordo com a reportagem, dentre outros comportamentos “estranhos”, a distribuição coloca uma “marca d’água” em todos os arquivos presentes em discos nela acessados e, também, impede o usuário de modificar partes vitais do sistema, através de

Read more

Atualização 1: a Carta Aberta foi publicada no blog BR-Linux. Aproveitei essa oportunidade (ter uma segunda fonte) e enviei uma versão em inglês do documento para os e-mails gnu[at]gnu.org, licensing[at]fsf.org e rms[at]gnu.org, mencionando que o mesmo havia sido mencionado em outros sites brasileiros. Prezado corpo diretor da Free Software Foundation e das organizações irmãs espalhadas pelo mundo, Esta é uma carta aberta que tem por objetivo solicitar que vocês revoguem unilateralmente toda e qualquer licença GPL, incluindo aí LGPL e AGPL, de todas as versões, dos desenvolvedores do RedStar OS.

close

Atualização 1: a Carta Aberta foi publicada no blog BR-Linux. Aproveitei essa oportunidade (ter uma segunda fonte) e enviei uma versão em inglês do documento para os e-mails gnu[at]gnu.org, licensing[at]fsf.org e rms[at]gnu.org, mencionando que o mesmo havia sido mencionado em outros sites brasileiros. Prezado corpo diretor da Free Software Foundation e das organizações irmãs espalhadas pelo mundo, Esta é uma carta aberta que tem por objetivo solicitar que vocês revoguem unilateralmente toda e qualquer licença GPL, incluindo aí LGPL e AGPL, de todas as versões, dos desenvolvedores do RedStar OS.

Read more

Este artigo não representa mais minha visão sobre o software livre e está sendo mantido aqui apenas por razões históricas. Para minha visão atual, veja este artigo. Neste ano, fui criticado por alguns usuários de Software Livre pela aparente contradição de eu defender o SL mas usar um telefone inteligente com Android que, apesar de ser livre, vem carregado de aplicativos proprietários. Apesar de reconhecer as críticas, explico  que tinha um bom motivo para manter a versão de fábrica do sistema: comprei meu telefone – um Moto G de segunda geração – em Outubro de 2014 e, todo esse tempo, ele ainda estava na garantia, a qual acabou no final de

close

Este artigo não representa mais minha visão sobre o software livre e está sendo mantido aqui apenas por razões históricas. Para minha visão atual, veja este artigo. Neste ano, fui criticado por alguns usuários de Software Livre pela aparente contradição de eu defender o SL mas usar um telefone inteligente com Android que, apesar de ser livre, vem carregado de aplicativos proprietários. Apesar de reconhecer as críticas, explico  que tinha um bom motivo para manter a versão de fábrica do sistema: comprei meu telefone – um Moto G de segunda geração – em Outubro de 2014 e, todo esse tempo, ele ainda estava na garantia, a qual acabou no final de

Read more

Fiquei pensando sobre esse assunto depois que um proeminente ativista do software livre nacional postou um texto em seu site convidando a comunidade a rejeitar a campanha A world without Linux, da Linux Foundation. Na cabeça dele, essa campanha tem por objetivo fazer os usuários se esquecerem do verdadeiro software livre. Ele convida as pessoas a rejeitarem veementemente não apenas essa campanha, mas também o nome Linux, referindo-se ao sistema operacional livre simplesmente como GNU.

close

Fiquei pensando sobre esse assunto depois que um proeminente ativista do software livre nacional postou um texto em seu site convidando a comunidade a rejeitar a campanha A world without Linux, da Linux Foundation. Na cabeça dele, essa campanha tem por objetivo fazer os usuários se esquecerem do verdadeiro software livre. Ele convida as pessoas a rejeitarem veementemente não apenas essa campanha, mas também o nome Linux, referindo-se ao sistema operacional livre simplesmente como GNU.

Read more