Início Colunas CONHEÇA O AUTISMO: Quando o hiperfoco acaba sufocando!

CONHEÇA O AUTISMO: Quando o hiperfoco acaba sufocando!

333
0

Por Marco Antonio Moreira, estudante de jornalismo, aspie

Quem me conhece sabe que meu hiperfoco principal é música. Sabe que eu gosto sempre de recomendar novas canções que estou sempre atento aos futuros lançamentos. Isso porque eu tenho um conhecimento bem detalhado de cada artista, estilo, períodos de lançamento e videoclipes. As pessoas me consideram um sortudo por saber de todas estas coisas, e não é bem isso!

Ultimamente meu grande conhecimento em música tem me atrapalhado, chegando a “sufocar”! Faz mais de um ano que ando desatento, desinteressado e desmotivado para atividades que não envolvam o tópico musical. Há dois anos recebi o diagnóstico de TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) do meu psicólogo. A minha mente não descansa e quer saber de tudo sobre música. Fazia listas mentais e crio uma rotina para ver portais de notícias do mundo pop.

Esse excesso de informação tem me causado dor de cabeça e cansaço extremo. Parece que passo os dias olhando excessivamente para as telas do meu celular, do meu tablet e do meu computador, procurando informações que não trarão nenhum impacto à minha vida. É um excesso de informação que está me fazendo desistir de acompanhar notícias do mundo musical.

Temo que minha carreira no Jornalismo acabe sendo destruída pelo meu hiperfoco. Me sinto desinteressado a acompanhar os assuntos diários e me alieno a um mundo criado pelo meu cérebro. Já tentei diversos truques para controlar pensamentos, e tento ao máximo conseguir colocar tudo em ordem. Espero que neste texto tenham conseguido entender um pouco da minha aflição interna.

Ter hiperfoco é bom, mas quando você se sente sufocado por ele já é demais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui