Início Jornalismo Notícias Após testes de funcionários e adoção de medidas de prevenção, ATP defende...

Após testes de funcionários e adoção de medidas de prevenção, ATP defende que ônibus são seguros durante a pandemia

299
0
Foto: Maria Ana Krack/PMPA

A direção da Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre (ATP) apresentou  dados, em uma live na manhã desta terça-feira, 16, que indicam segurança para o passageiro do sistema ônibus da Capital durante a pandemia. A presidente da ATP, Tula Vardaramates, elencou 14 medidas adotadas pelas empresas privadas de ônibus de Porto Alegre desde o final de março.

Uma das principais foi a testagem de 90 funcionários, 5% do total de pessoal ativo durante a pandemia. Segundo a ATP, nenhum cobrador ou motorista testou positivo para a Covid-19. Ainda em março, houve apenas o afastamento de funcionários que apresentavam qualquer sintoma da doença e também das pessoas do grupo de risco, como idosos, doentes crônicos e gestantes.

Entre as medidas adotadas também estão a ventilação dos veículos, com os vidros abertos; a higienização interna dos coletivos a cada final de viagem, com funcionários ficando nos terminais do Centro para fazerem a limpeza; a colocação de álcool em gel na entrada e saída dos ônibus; e o uso obrigatório de máscaras, inicialmente por cobradores e motoristas.

“Investimos muito em campanhas de prevenção, internamente no ônibus e em busdoor, sobre as medidas que devem ser adotadas. O comportamento das pessoas e as medidas de prevenção são determinantes do sucesso de contenção do avanço da doença”, pontua Tula.

As empresas privadas que operam no transporte público de Porto Alegre têm, somadas, 6.500 funcionários, que representam 50% dos custos da operação. A maior parte deles está trabalhando em turno reduzido e tendo sua complementação de salário através de auxílio do Governo Federal, instituído pela Medida Provisória 936.

“Não sabemos até quando teremos essa ajuda federal, nem sabemos qual vai ser o comportamento da pandemia, se vai piorar ou melhorar. Durante esse período temos uma dívida aproximada de R$ 42 milhões e que está sendo objeto desta mediação”, destaca a presidente da ATP.

Nos últimos 20 dias, a oferta de linhas e horários teve acréscimo a partir do aumento do número de passageiros, possivelmente motivada pela reabertura de estabelecimentos comerciais na cidade. Pelo decreto vigente do município, os ônibus podem receber, além da lotação total das poltronas, até 10 passageiros em pé nos coletivos comuns e 15 nos articulados.

Outras medidas adotadas pelas empresas de ônibus durante a pandemia:

– Incentivo ao uso de GPS, pelo aplicativo Citta Mobi, mostrando em tempo real onde os ônibus estão e evitando esperas maiores nas paradas.

– Estímulo ao uso do TRI, que será disponibilizado gratuitamente, diminuindo a circulação de dinheiro. Uma van da ATP iniciará, nos próximos dias, a confecção itinerante do cartão TRI.

– Recarga expressa, feita pelo celular e que em até 30 minutos disponibiliza os créditos no cartão, sem a necessidade de ir até um local físico para recarregar.

– Vacina trivalente para todos os funcionários, imunizando contra vários vírus, como H1N1, além da medida de temperatura dos funcionários nas garagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui