Início Colunas CONHEÇA O AUTISMO: Família

CONHEÇA O AUTISMO: Família

347
0

Por Marco Antônio Moreira, estudante de Jornalismo, aspie

Todos nós temos um grupo de pessoas a qual chamamos família. Esta definição, inclusive, não abrange apenas laços sanguíneos! Podemos considerar um amigo a quem confiamos como alguém da família, podemos considerar nosso bichinho de estimação alguém da família, entre outras várias definições que são cada vez mais modernizadas ao longo do tempo. Porém, uma boa definição para esta palavra seria: amar, cuidar e apoiar.

Eu tenho a minha família. A nossa prole é muito unida, e mesmo afastados sempre pensamos um no outro. Moro com minha mãe e meu avô materno, além claro dos meus cachorros Chanel e Boris. Em casa o clima é bem alegre e descontraído. Dificilmente alguém fica triste ao visitar nossa residência. A nossa união traz sorrisos em cada um que nos conhece.

Na visão do autismo/Síndrome de Asperger, uma família que nos entenda e que nos faça feliz é importante. Se os aspies contam com o apoio da família desde o início, os caminhos a percorrer serão mais fáceis. Me sinto privilegiado de conviver com pessoas que sempre me entenderam e raramente reclamaram das minhas esteriotipias.

As pessoas ao meu redor sempre me dão inspiração e me ajudam a compreender ainda melhor o mundo. É claro que temos nossos conflitos às vezes, mas sempre acabam sendo resolvidos em pouco tempo. O amor que nos rodeia inspira também os outros. Posso afirmar que o companheirismo da minha prole é benéfico, e nos ajuda a ser pessoas melhores.

“a gente vive junto, a gente se dá bem e não desejamos mal a quase ninguém”.                                                                                                                          -Lulu Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui