Início Colunas CONHEÇA O AUTISMO: Marco e seus problemas com a insônia

CONHEÇA O AUTISMO: Marco e seus problemas com a insônia

412
2

Por Marco Antônio Moreira, estudante de Jornalismo, revela detalhes da rotina de um jovem aspie

De uns três anos pra cá, tenho tido problemas para pegar no sono. Eu demoro a dormir, pensamentos vão e vem, preocupações diárias e ansiedade/stress acumulado do dia a dia. Dormir deveria ser um ato que nos tirasse as preocupações, mas pra mim não: as preocupações surgem só nessa hora!

Esses problemas chegaram curiosamente em uma fase decisiva da minha vida, onde estava nos últimos anos de colégio, me preparando para entrar na vida adulta e encarar as grandes responsabilidades. Ao mesmo tempo, foi nessa época que meus problemas com o TOC surgiram e eu deixei de tomar Sertralina por recomendações médicas. Já tiveram pelo menos umas cinco noites que passei em claro.

Marco Antônio (ainda bebê) num soninho bem gostoso / Foto: arquivo pessoal

As consequências da insônia pra mim são várias: acordo tarde, de mau humor e não tenho muita motivação durante o dia. Há dois anos voltei a tomar Sertralina e esse feito até diminuiu minha ansiedade na hora de dormir. Quando não consigo “parar quieto” e dormir, tenho alguns truques para ter uma ótima noite. Um deles é escutar músicas calmas pra relaxar!

Somos a geração da ansiedade e a insônia nos atinge como uma grande tortura para o nosso cérebro. Passar uma noite sem pregar o olho tudo bem, mas várias pode ser um problema. Relaxe, pense em coisas boas e não pense tudo que te preocupa e aflige em um momento que é pra você ter o seu devido descanso.

Cuide de você mesmo!

2 COMENTÁRIOS

  1. Ótimo texto, Marco Antônio! Eu também tenho meus episódios de insônia e sei o quanto a falta de sono prejudica nossa rotina…. Ansiosa pelo próximo texto!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui