Início Colunas ARTIGO TURISMO: Sustentabilidade no turismo de eventos

ARTIGO TURISMO: Sustentabilidade no turismo de eventos

493
0

Por Álvaro Machado, mestre em Turismo

O setor de reuniões e convenções, o principal foco de desenvolvimento do turismo de Porto Alegre, passa, como todas as atividades humanas, por um momento de adequação para integrar práticas sustentáveis que reduzam os impactos no ambiente e na comunidade onde ocorram.

Em um dos principais eventos do setor no mundo, a Feira IMEX América, foi lançada a ideia de que até 2050 o setor de negócios deva se tornar neutro em carbono até 2050. A urgência em tomar decisões acertadas no controle do clima, leva o setor de turismo e, consequentemente, do chamado turismo MICE (segmento que congrega os eventos e feiras) a buscar ferramentas adequadas para se inserir em um planejamento com uma abordagem sustentável.

Tal preocupação deve estar clara desde o processo de planejamento indicando as ações mais importantes, as compensações necessárias, os recursos existentes e as possibilidades de controle de nossos impactos no transporte, na busca de certificação ambiental para os equipamentos de feiras e encontros, na seleção dos fornecedores, na alimentação saudável e local, na
acessibilidade ampla e na relação direta com a comunidade local.

Essa responsabilidade é compartilhada por todas as partes envolvidas e, no momento que Porto Alegre ainda discute seu Centro de Eventos, colocar em pauta um espaço ambientalmente seguro e certificado, possibilidade uma visão de futuro, inserindo uma relação direta com a comunidade e produtores locais, com o ambiente natural e com a inovação.

Assim, reduzir a pegada ecológica antes e durante os eventos tem se mostrado o caminho do futuro do segmento de negócios e eventos. Estar focado no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostos pela ONU, apoiando ações que respondam aos objetivos do programa, pode representar um importante passo para se atingir a excelência
ambiental no setor.

Muito mais do que um centro de eventos, Porto Alegre precisa de um espaço que seja capaz de unir turistas e comunidade, música, cultura e produção local, práticas ambientais, inovação e criatividade.

Esse é o futuro, mas poderia ser o presente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui