Início Jornalismo Fim gradual da atividade de cobrador passa a ter urgência na Câmara...

Fim gradual da atividade de cobrador passa a ter urgência na Câmara Municipal

332
2

Apresentado aos vereadores ainda no primeiro ano de mandato de Nelson Marchezan Júnior, e até hoje sem ter sido apreciado em plenário, o projeto que promove a gradativa redução da presença dos cobradores no transporte público de Porto Alegre teve pedido agora o seu regime de urgência. Com isto a matéria deve ser votada até metade do mês de dezembro. A proposta também disciplina o pagamento da tarifa de ônibus entre 22h e 4h.

Já comentei em minhas lives (faço todas as terças, 20h) que a extinção da função é uma realidade e que para defender o profissional que hoje trabalha como cobrador é preciso prepara-lo para um novo momento. A tecnologia e o menor uso de dinheiro físico tem feito com que este posto acabe ajudando a elevar o valor das passagens. O que é necessário (e por isto a forma gradual de fazer isto parece adequada) é não gerar uma massa imediata de desempregados. Qualificação para novas funções é chave

Estive em férias, na semana passada, em Montevidéu. Os ônibus que circulavam pela cidade tinham alerta de que circulavam com “motorista-cobrador” (foto). A medida da capital uruguaia desmonta o pensamento de que se trate de algo ideológico. A cidade (que está linda, por sinal) é administrada há muito tempo pela Frente Ampla, de esquerda.

Além desta urgência, outras devem gerar polêmica na Câmara. São a que extingue a licença-prêmio dos servidores municipais e a que altera o regimento dos conselhos municipais.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui