Pular para o conteúdo principal

O dinheiro dos cidadãos em um template de WordPress?

Ontem, eu consegui presenciar uma daquelas coincidências do destino que só ocorrem uma vez a cada século. Eu já sabia que o site da Câmara de Vereadores de Viamão ia passar por uma reforma e, a julgar pelo template anterior, todos hão de concordar que a mesma era mais do que necessária.



Pois bem, enquanto escrevo este post, o site da Câmara ostenta uma famosa página de "Em construção", com o logotipo da agência contratada pelo novo layout:


Página da Câmara de Viamão em 10/03/2017


Apesar de, atualmente, páginas "em construção" serem um pouco polêmicas entre os webmasters - afinal, um site está sempre em construção -, não é esse o ponto do artigo. Eu compreendo que o novo site ainda não está pronto (apesar de, por se tratar de um site do Governo, isso ir contra o princípio da transparência). O ponto, na verdade, é que ontem, ao acessar o site, a agência responsável estava com o novo layout no ar:


Site da Câmara de Vereadores de Viamão em 09/03/2017


Considerando-se que a Câmara não tenha verbas para construir uma réplica da Estátua da Liberdade em nosso município e que colocar um site em inglês não seria do interesse da população, fica óbvio que a empresa contratada está adaptando um modelo de WordPress para o site do referido órgão.


Não estou aqui julgando a adaptação de um modelo pronto, visto que muitos sites - e inclusive este blog - utilizam isso. A discussão aqui é: seria ético utilizar o dinheiro do ISS e do IPTU na compra de um modelo pronto? Correndo-se o risco de encontrar por ai outro site que utiliza o mesmo modelo? E outra: que empresa seria esta que coloca um site de testes em um servidor de produção? Será que eles não poderiam testar e adaptar este modelo em um servidor interno e subi-lo para o endereço principal apenas quando ele estivesse concluído?


Existe uma grande diferença entre utilizar-se um modelo pronto em um site pessoal, sem grandes pretensões, como esse, e no site principal de uma empresa ou de um órgão público. Além disso, se for apenas para adaptar um modelo existente, eu mesmo poderia ter feito, não era necessário chamar alguém de fora.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como acessar configurações avançadas no Sagemcom F@st 2704N

NOVO TUTORIAL: GUIA DEFINITIVO DAS CONFIGURAÇÕES AVANÇADAS DO SAGEMCOM F@ST 2704N!
Atualização 23/01/2015: Alguns problemas apontados e descobertos nesse modem:
1. Alguns usuários relatam dificuldade em salvar alterações na configuração ADSL;
2. Não sei como acessar os logs do modem; mesmo habilitando, eles não aparecem;
3. Se você trocar o DNS do modem, ele voltará ao da Oi ao ser reiniciado;
4. Estou enfrentando alguns problemas sérios de lentidão. Não sei se isso é relacionado ao modem ou a algum dispositivo na minha rede interna.
-----
Os modens da marca Sagemcom estão se tornando muito populares no Brasil, não, quiçá, por sua qualidade, mas porque eles são os atuais queridinhos das operadoras: quando você assina um plano ADSL, geralmente a operadora envia um modem wireless para sua casa a fim de que você possa navegar sem precisar ter gastos extras com esse equipamento. É claro que os equipamentos fornecidos pelas operadoras são básicos, mas saciam as necessidades dos usuários comuns - …

O Guia Definitivo das configurações avançadas no Sagemcom F@st 2704N

Há alguns meses, eu contei minha experiência com o Sagemcom F@st 2704N e tenho recebido diversos comentários sobre suas configurações avançadas. Agora que minhas aulas na faculdade estão acabando, resolvi reservar um tempinho para explorar melhor esse modem que, diga-se de passagem, é muito bom.