Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

As polêmicas partições de recuperação em notebooks

Antigamente, quando alguém comprava um novo desktop ou notebook, o mesmo vinha com alguns CDs ou DVDs que continham uma cópia do sistema operacional original do equipamento, além dos drivers e alguns outros utilitários. Hoje, porém, os fabricantes utilizam uma nova e polêmica abordagem: as partições de recuperação.

Quer ser programador no Brasil? Desista!

Muitas pessoas, assim como eu, cresceram fascinados com o mundo da Informática. De forma autodidata, descobriram a programação e, talvez, tenham até feito algum curso técnico em programação ou uma faculdade de Ciências da Computação ou de Análise de Sistemas. Tudo é lindo e maravilhoso, até o momento de pegar o canudo e perceber que, infelizmente, estamos no Brasil.

Maior demonstração matemática do mundo ocupa 200TB

Segundo o site da revista Nature, a nova maior demonstração matemática do mundo ocupa cerca de 200TB de dados, superando em muito a maior demonstração anterior, de "apenas" 13GB.

A involução dos notebooks

Faz quase seis meses que adquiri um novo notebook por motivos de força maior (leia-se: deterioração da carcaça externa do modelo anterior). No entanto, se eu estou satisfeito pela qualidade técnica do hardware, noto que, não apenas no meu caso, mas de uma forma geral, a qualidade dos notebooks, no quesito acabamento, vem ficando cada vez pior.

Redes wi-fi com nomes estranhos #3

Após um merecido recesso, voltamos com tudo!

Por que, como professor, sou contra as cotas raciais

Um debate que está muito em voga atualmente é o das cotas raciais nas universidades. Apenas mencioná-lo já é motivo de polêmica, principalmente na sociedade brasileira atual, em que os ânimos políticos estão cada vez mais exaltados. Hoje, se você se declara contrário às cotas raciais, você é tachado de racista; se diz ser contra o feminismo, é machista; se reclama de algo feito por um homossexual, é homofóbico e por aí vai.
Como professor (quase) formado por uma das mais tradicionais universidades federais do Rio Grande do Sul, e tendo vivido de perto a realidade universitária, hoje posso afirmar com toda a certeza que sou contrário às políticas de cotas raciais porque elas, além de não serem a solução do problema, agravam ainda mais a situação.

Estamos em uma nova casa!

Olá, queridos! Hoje, o blog se muda de casa mais uma vez! Para dar fim aos problemas de falta de banda e de lentidão, estamos agora em uma hospedagem profissional: o OpenShift! E, de quebra, temos segurança SSL!