Pular para o conteúdo principal

Por que a capacidade do seu HD é menor do que a anunciada?

Você comprou um novo HD de 1 TB mas ficou indignado ao saber que sua real capacidade é de apenas 931 GB? Muitos usuários passam por essa situação. Alguns ficam desapontados e outros, até, postam reclamações contra as fabricantes. Mas a razão dessa diferença, muitas vezes significativa entre a capacidade real e a capacidade anunciada dos discos rígidos pode ter uma explicação não apenas técnica, mas também matemática.



Por que a capacidade real dos discos rígidos é menor do que a anunciada na embalagem? A princípio. um técnico poderia pensar em duas boas razões: a primeira é que, sempre ao se formatar ou ao se participar um drive, um pouco da capacidade fica naturalmente reservada ao sistema de arquivos. A segunda é que, em notebooks e em computadores montados, em geral o disco rígido vem com algumas partições que armazenam una imagem de recuperação do sistema de fábrica e outras partições do próprio sistema operacional.


Mas o principal motivo de haver essa discrepância entre a capacidade anunciada e a capacidade reconhecida pelo computador é uma divergência entre os fabricantes e o sistema operacional sobre como a capacidade é contada.


Você já deve saber - ou ter ouvido falar - que os computadores trabalham com o sistema binário, Esse sistema é composto de apenas dois algarismos: 0 e 1 e também é chamado de Base 2. Os computadores utilizam a base 2 para contar a capacidade de armazenamento. Desta forma, temos que 1 quilobaite, para o computador, equivale a 1024 bytes; 1 megabyte a 1024 kB,  1 gigabyte a 1024 MB e assim por diante. Mas os fabricantes de discos rígidos contam a capacidade de armazenamento utilizando a base 10, que utilizamos em nosso dia-a-dia. Desta forma, para eles, 1 quilobaite equivale a 1000 bytes; 1 megabyte a 1000 kB; 1 gigabyte a 1000 MB e assim sucessivamente.


Essa diferença de base, no final das contas, gera uma diferença entre o tamanho anunciado e a capacidade real, que só aumenta quando o tamanho do disco cresce. A tabela a seguir ilustra bem de quanto é a perda:


Tabela comparando tamanhos binário e decimal. Fonte: http://zdnet1.cbsistatic.com/hub/i/r/2014/10/04/d2045f26-4b5c-11e4-b6a0-d4ae52e95e57/resize/370xauto/6cef71a568a8d0bdee1560a9c47457c6/binaryvdecimal.jpg


Assim, quando você compra um HD de 1TB você, na verdade, está levando um HD de 1000 GB. Para pôr fim a essa confusão, a Comissão Eletrotécnica Internacional (IEC) propôs a adoção de novas unidades de medida de informação. Dessa forma, os já conhecidos kB, MB, GB e companhia seriam utilizados para se referir às unidades na base decimal, enquanto que o kibibyte (KiB), o mebibyte (MiB), o Gebibyte (GiB) entre outros seriam utilizados para se referir à capacidade em base 2. Apesar de o novo padrão já ter sido aceito, ainda há muita polêmica sobre o mesmo com profissionais da área.


Para finalizar, a tabela abaixo mostra a capacidade real aproximada de alguns dos tamanhos de discos rígidos e de pendrives mais comuns disponíveis no mercado.
























































Capacidade real dos discos rígidos
AnunciadaReal
1GB0,93GB
 10GB 9,31GB
 20GB 18,63GB
 40GB 37,25GB
 60GB 55,87GB
 80GB 74,51GB
 120GB 111,76GB
 240GB 223,51GB
 320GB 298,02GB
 500GB 465,66GB
 1TB 931,51GB

Uma fórmula que pode ajudar a obter a capacidade real aproximada é dividir a capacidade anunciada, em bytes, por 1024 três vees.


E você, leitor, conhecia essa diferença? Qual sua opinião?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como acessar configurações avançadas no Sagemcom F@st 2704N

NOVO TUTORIAL: GUIA DEFINITIVO DAS CONFIGURAÇÕES AVANÇADAS DO SAGEMCOM F@ST 2704N!
Atualização 23/01/2015: Alguns problemas apontados e descobertos nesse modem:
1. Alguns usuários relatam dificuldade em salvar alterações na configuração ADSL;
2. Não sei como acessar os logs do modem; mesmo habilitando, eles não aparecem;
3. Se você trocar o DNS do modem, ele voltará ao da Oi ao ser reiniciado;
4. Estou enfrentando alguns problemas sérios de lentidão. Não sei se isso é relacionado ao modem ou a algum dispositivo na minha rede interna.
-----
Os modens da marca Sagemcom estão se tornando muito populares no Brasil, não, quiçá, por sua qualidade, mas porque eles são os atuais queridinhos das operadoras: quando você assina um plano ADSL, geralmente a operadora envia um modem wireless para sua casa a fim de que você possa navegar sem precisar ter gastos extras com esse equipamento. É claro que os equipamentos fornecidos pelas operadoras são básicos, mas saciam as necessidades dos usuários comuns - …

O Guia Definitivo das configurações avançadas no Sagemcom F@st 2704N

Há alguns meses, eu contei minha experiência com o Sagemcom F@st 2704N e tenho recebido diversos comentários sobre suas configurações avançadas. Agora que minhas aulas na faculdade estão acabando, resolvi reservar um tempinho para explorar melhor esse modem que, diga-se de passagem, é muito bom.