Pular para o conteúdo principal

Windows 10: um atentado terrorista contra nossa privacidade

Na última semana, o mundo tecnológico parou para celebrar o lançamento da nova versão do sistema operacional dominante no ramo de computação pessoal. A maioria dos veículos "especializados" destacou a fluidez, a interface e os "novos" recursos do sistema - muitos deles, como sempre, já presentes há décadas em qualquer distribuição de GNU/Linux - mas poucos deles pararam para analisar um ponto crucial e importantíssimo sobre o novo Windows 10: a privacidade do usuário.


Um dos sites que se dispôs a fazer tal análise foi o The Next Web e o que ele descobriu, resumido abaixo juntamente a outras publicações, é estarrecedor.




Criptografia... nas mãos da Microsoft!




Se o usuário de Windows quiser criptografar seus discos rígidos, ele deve comprar uma edição do sistema operacional que venha com o BitLocker, tecnologia da Microsoft própria para isso. O problema é que a maioria dos sistemas que vêm pré-instalados nos computadores vendidos em lojas para o público em geral não vem com esse recurso. "Felizmente", os usuários dessas edições que quiserem codificar seus dados podem utilizar um outro recurso chamado de "device encryptation", também baseada no BitLocker. Só que nesses casos, a chave de criptografia é automaticamente enviada para a conta OneDrive do usuário.


E daí, você deve estar se perguntando? Afinal, isso é algo positivo, pois se o usuário perder a chave, ele poderá recuperá-la na nuvem. Como você é inocente...


Imagine que você tenha sido preso e que seu computador tenha arquivos que incriminem você, mas que seu disco rígido esteja criptografado. Na maioria dos países, você não precisará fornecer sua senha às autoridades, pois você não é obrigado a produzir provas contra você mesmo. Mas, graças à Microsoft, isso se tornou desnecessário: basta que o juiz emita um mandato contra a Microsoft requisitando sua chave de criptografia e, como ela é obrigada a fornecer essa informação, eles terão acesso aos seus arquivos de qualquer jeito. Isso, é claro, sem falar nas supostas espionagens industriais e governamentais por parte dos EUA e de sua NSA.



Cortana, uma espiã sexy


Atualmente, estão na moda os assistentes pessoais que realizam tarefas com base em comandos vocais do usuário. Mas para fazer isso, eles coletam informações. De acordo com os termos de uso do Windows 10,



To enable Cortana to provide personalized experiences and relevant suggestions, Microsoft collects and uses various types of data, such as your device location, data from your calendar, the apps you use, data from your emails and text messages, who you call, your contacts and how often you interact with them on your device.

Cortana also learns about you by collecting data about how you use your device and other Microsoft services, such as your music, alarm settings, whether the lock screen is on, what you view and purchase, your browse and Bing search history, and more.”

Ou seja, a gentil assistente do Windows 10 coleta a localização do seu dispositivo, dados do seu calendário, dos aplicativos que você usa, do conteúdo dos seus e-mails,das suas mensagens de texto, das músicas que você ouve, dos horários do seu despertador e mais. Não é necessário nem saber o que está incluído nesse mais: para ter tanta comodidade, a espiã coleta tudo sobre você. Suas informações são armazenadas em servidores de uma empresa privada localizada em outro país. Essa empresa terá tudo sobre você. Legal, né?



Anúncios em todo lugar!


Anúncios no jogo Paciência


Ao transformar seu sistema operacional em um serviço, a Microsoft resolveu enchê-lo de anúncios. Na imagem acima, é mostrado que, se o usuário quiser removê-los do popular jogo Paciência, ele deve pagar uma assinatura premium. Mas na verdade, o sistema gera uma chave única de publicidade para cada usuário em cada dispositivo, o que permite aos anunciantes rastrearem melhor os hábitos dos usuários do sistema. É possível desabilitar esse recurso, mas essa opção está bem escondida.



Nem o wi-fi escapou!


Ao fazer login no Windows 10, todos os seus dados são automaticamente sincronizados com os servidores da Microsoft. Entre esses dados, está um recurso que compartilha sua senha de wi-fi com seus contatos no Facebook, Skype e Outlook por padrão. Apesar da aparente comodidade, essa "inovação" causa uma enorme brecha de segurança, pois mesmo que a senha seja compartilhada de forma criptografada, não será novidade se, daqui a pouco, alguém conseguir quebrar tal criptografia ou, até mesmo, usar sua conexão para atividades ilegais sem o seu conhecimento.



Conclusão


Apesar de saber que a maioria dos usuários vai ignorar os alertas desse texto, está mais do que provado que, dessa vez, a Microsoft fez questão de mostrar a verdadeira face do seu sistema. O Windows 10 pode facilmente ser classificado como o maior spyware da história da informática e jogará toda a nossa escassa privacidade digital no lixo. Ao usar Windows 10, você estará, na prática, entregando todas as suas informações pessoais para uma empresa privada que está sujeita às leis de outro país. Se os usuários finais não se importarem com esse cenário estarrecedor, grandes empresas certamente deverão ficar preocupadas. Além disso, está claro que o Windows 10 representa uma enorme ameaça à Soberania e à segurança nacionais.


Mas, então, o que podemos fazer?




  • Se você receber uma oferta para atualizar seu sistema para o Windows 10, recuse-a imediatamente.

  • Se você puder, troque seu sistema operacional por alguma distribuição de GNU/Linux. Mesmo que você não goste do sistema, ele é a única alternativa para proteger sua privacidade.

  • De preferência, instale alguma distribuição recomendada pela FSF, pois elas respeitam sua privacidade de verdade.

  • Se, mesmo assim, você precisar usar Windows 10, não utilize o sistema com uma conta online e utilize um bom firewall.

  • Entre em contato com o ministério público ou com os órgãos de defesa do consumidor de seu estado e exija que sejam tomadas providências.

  • Fale com algum político sobre esses fatos e exija que sejam criadas leis para regular essa coleta desenfreada de informações.


O cerco contra nossa privacidade está se fechando. Infelizmente, talvez o Windows 10 não seja o último capítulo dessa novela.



Outros artigos sobre esse tema:


Comentários

  1. Atualmente, quem mantém o windows update habilitado para atualizar de forma automática, já possui algumas dessas funcionalidades instaladas. Muita gente acha que começou com o windows 10, mas desde o windows 7 isso já vem andando a passos de gigante.

    ResponderExcluir
  2. Sou usuário de Linux, Mac e Windows. Parabéns pelo artigo. Quanto ao trecho: "Ao usar Windows 10, você estará, na prática, entregando todas as suas informações pessoais para uma empresa privada que está sujeita às leis de outro país.". O google e o facebook já fazem isso a muito tempo. A microsoftr só está copiando. Como ela sempre fez.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Eu não vi na lista de distribuições recomendadas nenhuma distribuição especializada em segurança como Tails, liberté, BSD, Whonix etc.

    Teria algum problema de privacidade com as distribuições que eu citei ou elas apenas não foram avaliadas?

    ResponderExcluir
  4. Essas distribuições possuem componentes não-livres que, por padrão, podem por em risco a segurança do usuário.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como acessar configurações avançadas no Sagemcom F@st 2704N

NOVO TUTORIAL: GUIA DEFINITIVO DAS CONFIGURAÇÕES AVANÇADAS DO SAGEMCOM F@ST 2704N!
Atualização 23/01/2015: Alguns problemas apontados e descobertos nesse modem:
1. Alguns usuários relatam dificuldade em salvar alterações na configuração ADSL;
2. Não sei como acessar os logs do modem; mesmo habilitando, eles não aparecem;
3. Se você trocar o DNS do modem, ele voltará ao da Oi ao ser reiniciado;
4. Estou enfrentando alguns problemas sérios de lentidão. Não sei se isso é relacionado ao modem ou a algum dispositivo na minha rede interna.
-----
Os modens da marca Sagemcom estão se tornando muito populares no Brasil, não, quiçá, por sua qualidade, mas porque eles são os atuais queridinhos das operadoras: quando você assina um plano ADSL, geralmente a operadora envia um modem wireless para sua casa a fim de que você possa navegar sem precisar ter gastos extras com esse equipamento. É claro que os equipamentos fornecidos pelas operadoras são básicos, mas saciam as necessidades dos usuários comuns - …

O Guia Definitivo das configurações avançadas no Sagemcom F@st 2704N

Há alguns meses, eu contei minha experiência com o Sagemcom F@st 2704N e tenho recebido diversos comentários sobre suas configurações avançadas. Agora que minhas aulas na faculdade estão acabando, resolvi reservar um tempinho para explorar melhor esse modem que, diga-se de passagem, é muito bom.