Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2014

Certiface: mais uma ameaça à nossa privacidade

Como todos já devem ter percebido, muitas das reações aos meus artigos sobre o Ubuntu são de pessoas que preferem trocar suas liberdade e privacidade pelas facilidades oferecidas pela distro. Aparentemente, elas não entendem ou levam a sério quais os verdadeiros riscos que estão envolvidos na utilização de tais tecnologias.
A elas, então, mostro o vídeo abaixo.

Prova do concurso do BB pergunta ordem dos botões do Facebook!

Depois quando eu escrevo brazil minúsculo e com z, vem um monte de alienado reclamar. Pois bem, a imagem abaixo é a prova definitiva de que esse é um país lixo, país de m..., onde estudar para ser alguém na vida é uma completa perda de tempo:

Em nova demonstração de apoio ao Software Livre, Canonical quer que Linux Mint assine licença para usar seus repositórios

Este artigo não representa mais minha visão sobre o software livre e está sendo mantido aqui apenas por razões históricas. Para minha visão atual, veja este artigo.
Como se não bastasse toda a repercussão do meu post no qual explico os motivos de o Ubuntu ser nocivo ao software livre, com direito a uma enxurrada de artigos, de editoriais e até de vídeos nos quais os autores, além de me atacar, fazem questão de deixar bem claro que não entendem nada de liberdade de software, eis que fico sabendo através do Twitter - uma rede social proprietária maligna - do Espaço Liberdade que a própria Canonical, após toda essa repercussão, resolveu demonstrar sua forma de apoiar o software livre... só que não.

Sobre a Liberdade de Software e a Facilidade de Uso

Este artigo não representa mais minha visão sobre o software livre e está sendo mantido aqui apenas por razões históricas. Para minha visão atual, veja este artigo.
Este artigo foi atualizado em 14 de Fevereiro de 2014.
Meu último artigo, o qual foi publicado no BR-Linux, teve uma grande repercussão, sendo inclusive citado e republicado em vários sites especializados em informática e em software livre. Se, por um lado consegui fomentar uma discussão acerca de um ponto controverso - a liberdade de software - por outro entristecem-me os fatos de que o nível dos comentários em sites ditos especializados, como o BR-Linux, serem tão baixos, e de a verdadeira - e mais importante - mensagem daquele texto não ter sido compreendida.

Ubuntu: inimigo nº 1 do software livre no Brasil

Este artigo não representa mais minha visão sobre o software livre e está sendo mantido aqui apenas por razões históricas. Para minha visão atual, veja este artigo.
Em um dos raríssimos momentos de sobriedade daquilo que chamam de blogosfera nacional,  Anahuac de Paula Gil publicou em seu blogue um interessante artigo no qual expõe aquilo que muitos usuários de software livre já estavam cansados de engolir calados: o fato de o Ubuntu, a mais popular distribuição de Linux da atualidade, aniquilar a liberdade de software, um dos maiores diferenciais do movimento do software livre.


Em meados da primeira década do século XXI, a FSF e uma série de visionários vislumbraram um futuro onde o Ubuntu se popularizava de tal forma que muitos usariam GNU/Linux sem nem mesmo saber o que era isso. Alertaram a todos sobre os riscos da quantidade e disseminação desqualificada, ou seja, muito Linux e pouco GNU, muito uso e pouco entendimento, muito código e pouca filosofia, muito compartilhamento e pouca…