Pular para o conteúdo principal

Por que quase não encontramos parafusos triangulares ou pentagonais?

Um parafuso de cabeça triangular e outro de cabeça pentagonal

Em uma aula de Laboratório, fomos apresentados a dois objetos raros, daqueles que não vemos todos os dias: um par de parafusos cujas cabeças fogem do padrão que estamos acostumados a ver: um de cabeça triangular e outro de cabeça pentagonal. A maioria dos parafusos que utilizamos ou tem cabeça redonda ou de forma hexagonal (dito sextavado). Por que os parafusos sextavados são os mais adequados às suas aplicações? A resposta está na Geometria!



Um filho de mecânico, como eu, sabe que esses profissionais, muitas vezes, trabalham em condições nada adequadas. É frequente eles terem de apertar parafusos e consertar peças deitados ou em aberturas que em nada facilitam o trabalho. Assim, quanto menor for o movimento que o profissional precisará fazer com a chave de boca para afrouxar a rosca, melhor.


Nos parafusos que encontramos em nosso dia-a-dia, o polígono que forma sua cabeça é regular. Isso não é por acaso: se a cabeça fosse irregular, ele demandaria uma chave especial que, uma vez iniciado o giro, apenas voltaria a se encaixar na cabeça após um giro completo de 360°. Se o polígono é um quadrado, a chave torna a encaixar-se para um novo giro após uma rotação de 90°, ou seja, um quarto de volta. No parafuso triangular, são necessários três giros de 120° e, no sextavado, seis de 60°. Esse, portanto, é o mais adequado aos mecânicos, pois requerem giros menores e, portanto,movimentos mais curtos de seu braço.


Vale observar que esse ângulo que nos referimos no parágrafo anterior é o ângulo central do polígono, o qual podemos calcular através da fórmula 360°/n, onde n é o número de lados do polígono em questão.


Nisso, poderíamos perguntar por que não utilizar um polígono com maior número de lados, como um octógono, que teria um ângulo central de apenas 45°. É que, na verdade, além das questões matemáticas, também temos questões físicas que influenciam a questão.


Uma cabeça hexagonal tem bases paralelas, o que não encontramos na cabeça pentagonal. Com isso, as chaves especiais para cabeças pentagonais ou iriam escapar com facilidade ou exigiriam um movimento especial para serem encaixadas. Da mesma forma, nenhuma chave se encaixa perfeitamente na cabeça, o que acaba gerando um desgaste na mesma, o que deixa o parafuso espanado.


Assim, os parafusos de cabeça hexagonal são os mais adequados às aplicações diárias.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como acessar configurações avançadas no Sagemcom F@st 2704N

NOVO TUTORIAL: GUIA DEFINITIVO DAS CONFIGURAÇÕES AVANÇADAS DO SAGEMCOM F@ST 2704N!
Atualização 23/01/2015: Alguns problemas apontados e descobertos nesse modem:
1. Alguns usuários relatam dificuldade em salvar alterações na configuração ADSL;
2. Não sei como acessar os logs do modem; mesmo habilitando, eles não aparecem;
3. Se você trocar o DNS do modem, ele voltará ao da Oi ao ser reiniciado;
4. Estou enfrentando alguns problemas sérios de lentidão. Não sei se isso é relacionado ao modem ou a algum dispositivo na minha rede interna.
-----
Os modens da marca Sagemcom estão se tornando muito populares no Brasil, não, quiçá, por sua qualidade, mas porque eles são os atuais queridinhos das operadoras: quando você assina um plano ADSL, geralmente a operadora envia um modem wireless para sua casa a fim de que você possa navegar sem precisar ter gastos extras com esse equipamento. É claro que os equipamentos fornecidos pelas operadoras são básicos, mas saciam as necessidades dos usuários comuns - …

O Guia Definitivo das configurações avançadas no Sagemcom F@st 2704N

Há alguns meses, eu contei minha experiência com o Sagemcom F@st 2704N e tenho recebido diversos comentários sobre suas configurações avançadas. Agora que minhas aulas na faculdade estão acabando, resolvi reservar um tempinho para explorar melhor esse modem que, diga-se de passagem, é muito bom.