Pular para o conteúdo principal

Dicas para passar no vestibular da UFRGS

O vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul é um dos mais concorridos do estado - e não é pra menos! Para ser aprovado nessa prova decisiva para muitos jovens, não existe fórmula mágica: tem que estudar! Mas eu, como já passei, posso dar algumas dicas do que você pode fazer nos dias de avaliação. Cabe ressaltar que essas dicas não vão lhe garantir a aprovação, mas poderão lhe ajudar (e poderão servir para outras universidades).



1) Não se preocupe com a média de candidatos por vaga na hora de escolher o curso. Muitos desistem de determinados cursos porque eles tem muitos concorrentes. É fato, porém, que a maioria desses concorrentes ou falta em algum dos dias de prova ou simplesmente não está preparada para passar no exame. Ainda temos que considerar os professores de cursinho e os que estão no segundo ano do ensino médio que apenas fazem a prova para ver como ela é (ou para avaliá-la) e não vão reclamar sua vaga se aprovados. O que você deve prestar atenção é com a média do último colocado no ano anterior.


2) Licenciaturas (e seus respectivos bacharelados) são mais fáceis de entrar. Você pode comprovar, olhando as médias históricas, que tanto a densidade por vaga quanto a média do último colocado nas licenciaturas e em seus respectivos bacharelados são extremamente baixas se comparados a cursos de renome, como engenharias, ciências da computação ou medicina (isso não significa que você deve desistir de seu sonho original).


3) Preste atenção no Ensino Médio. Existem vários casos de alunos que, no ano do vestibular, dão a maior atenção para o cursinho e largam de mão o Ensino Médio. Se você for reprovado no Ensino Médio, não poderá entrar na UFRGS. (De acordo com o leitor Gabriel, pode-se sim entrar na UFRGS repetindo-se no Ensino médio, só não se pode rodar no terceiro ano - acho que foi isso que eu queria dizer mas me confundi na hora de escrever o item :) )


4) Leve uma garrafa de água mineral congelada. Como o vestibular ocorre em Janeiro e como invariavelmente vai estar quente nos dias, a UFRGS permite que os candidatos levem uma garrafa de água mineral TRANSPARENTE para a sala de provas. O problema é que muitas pessoas compram a garrafa antes da prova em bares ou ambulantes perto do local. Essas garrafas estão, no máximo, refrescadas e logo ficarão quentes. Se você, pelo contrário, comprar uma garrafa de água mineral no dia anterior e colocá-la no congelador da geladeira durante a noite, pela manhã ela vai estar congelada e, dessa forma, você vai ter água gelada até, aproximadamente, 10 e meia da manhã, o que é uma enorme vantagem em relação aos seus concorrentes (só cuide para não molhar a prova ou o cartão de respostas com a garrafa, sim?). A propósito: você deverá remover o rótulo da garrafa, se houver.


5) Leia toda a prova com calma antes de começar a respondê-la.


6) Calcule o tempo que você poderá gastar em cada questão. Em média, você terá cerca de três minutos para responder cada questão. Acredite: se você conseguir responder a uma questão só olhando, pode ter certeza que uma bem difícil te aguarda...


7) Se você errar a marcação do cartão de respostas não se desespere. Passe uma borracha sobre a alternativa que você marcou errado e marque a correta. A borracha vai tirar o brilho da caneta, o que poderá fazer com que o leitor automático não reconheça aquela marcação (mas por via das dúvidas, tenha cuidado ao marcar. A dica é fazer um pequeno pontinho na alternativa que você escolheu a lápis para não se confundir na hora de passar a caneta). Alguns professores de cursinho dizem que o candidato tem direito a um cartão reserva, mas não existem evidências de que eles existam de fato.


8) Metade da prova de Literatura é sobre as Leituras Obrigatórias. Logo, se você ler os livros, já tem metade dos acertos garantidos.


9) O número de alternativas é equilibrado. Quando eu fiz vestibular pela primeira vez, as provas tinham cinco questões com a letra a, conco com a b, cinco com a c e assim por diante. Hoje, com 25 questões, isso não existe mais, mas existem vestígios. Por exemplo: é bastante improvável que uma prova venha a ter 15 letras "a". Isso pode lhe dar uma pista.


10) Não existem três questões consecutivas com a mesma letra! Você pode comprovar isso olhando os gabaritos anteriores. Em resumo, se você encontrou que a resposta correta para as questões 7, 8 e 9 é a letra "c", pode ter certeza que pelo menos uma delas está errada.


11) Utilize aproximações para fazer contas complicadas por exemplo: se uma questão envolver multiplicar 4,87 por 19,32, nem perca tempo fazendo a conta: multiplique 5 por 20 e marque a alternativa menor e mais próxima.


12) Faça a redação por último pois você já terá revisado ortografia e gramática enquanto fazia a prova de Português.


13) Não estude apenas para as provas de peso 2 ou 3 porque todos os seus concorrentes vão fazer isso. Às vezes, o desempenho em uma prova de peso 1 pode fazer a diferença.


14) As primeiras questões da prova de Matemática são as mais difíceis porque envolvem Matemática Básica. Acredite: as questões do final da prova geralmente apenas incluem a utilização de uma fórmula enquanto as aparentes fáceis questões de porcentagem e de regra de três poderão ter alguma "pegadinha" que lhe farão errar.


15) As alternativas erradas não são escolhidas por acaso, pois a prova seria muito fácil se assim o fosse. As alternativas erradas de cada questão tomam como base os erros que os candidatos possam vir a cometer na resolução do problema. Por exemplo: se uma questão envolver a resolução de algo entre parênteses que está em frente a um sinal de menos, é muito provável que o candidato esqueça de trocar o sinal. A alternativa com a resposta que ele chegaria se cometesse esse erro estará presente - e você não deverá marcá-la! Da mesma forma, problemas que encolcam Análise Combinatoria tem uma alternativa com a permutação dos valores dos problemas, outra com o arranjo e outra com a combinação. O candidato sempre acha que acertou a questão, mas apenas uma é a correta.


Essas foram as dicas para ajudar você a passar no vestibular da UFRGS. Abaixo, mais algumas considerações após você ter passado:


16) Você só pode concorrer como afrodescendente se tiver estudado em escola pública! Ou se pelo menos cursou metade do Ensino Fundamental e todo o Ensino Médio em escola pública. Se você for afrodescendente e tiver estudado em escola particular, não poderá concorrer como cotista!


17) Nem pense em um plano mirabolante para colar no vestibular pois, como a universidade é federal, caso você seja descoberto, além de obviamente ser desclassificado poderá ser preso pela Polícia Federal e responder a um processo de fraude e falsidade ideológica. É sério.


18) O trote é a menor das preocupações que você deve ter durante o vestibular. Caso você queira fazer uma licenciatura ou um bacharelado em Física, saiba que o Instituto de Física proibe a prática do trote e, na maioria dos outros cursos, so participa do evento quem quiser. O trote geralmente acontece nas duas primeiras semanas depois do início das aulas, mas pode ocorrer alguns meses depois.


19) A UFRGS é grátis, VÍRGULA! Embora você não tenha de gastar com uma mensalidade, o que já ajuda muito, você ainda vai ter muitos gastos com transporte, com alimentação, com materiais que os professores vão pedir e, principalmente, com livros e com cópias. Isso, no final do ano, pode deixar qualquer um com cabelo em pé.


20) Compre um notebook (caso já não tenha um) e este provavelmente será o seu maior gasto com a UFRGS. Embora a universidade tenha várias políticas de inclusão universitária de pessoas de baixa renda, nos dias de hoje é praticamente impossível fazer qualquer curso na UFRGS sem ter um computador: todas as matrículas na Universidade (exceto a primeira) são feitas via Internet e os professores vão lhe passar temas, atividades, textos e avisos por e-mail, fazendo um intenso uso do Moodle institucional, bem como exigir apresentação de trabalhos que muitas vezes são feitas no PowerPoint. Assim, é recomendável que você tenha um notebook para que possa levá-lo para as aulas quando ele for necessário, por exemplo: para revisar uma apresentação prestes a ser feita ou um trabalho de casa.


Evidentemente, você só deve comprar o notebook após ser aprovado no vestibular. A menos que seu curso exija a utilização de algum programa pesado, como as engenharias que fazem intensa utilização do AutoCAD, qualquer um desses micros de loja com um Pentium Dual Core e 2 ou 3 gigas de RAM são mais do que suficientes (mas não compre o primeiro que vir pela frente: dê preferência a uma marca consagrada para não ter surpresas desagradáveis).


Falando em software, pelo menos nas licenciaturas a maioria dos programas que os professores pedem para que os alunos utilixem são softwares livres ou de distribuição gratuita, o que elimina a preocupação com a pirataria. Evidentemente, se você for fazer engenharia, terá de utilizar o AutoCAD, que custa uns 4 mil dólares. É claro que você não vai pagar tudo isso: a própria AutoDesk disponibiliza uma versão completa do programa sem custo algum para estudantes, válida por 1 ano; tudo que você tem a fazer é se cadastrar no site com o seu e-mail da UFRGS. Depois que a licença expirar, você se cadastra de novo e baixa a nova versão.


Espero, com isso, ter ajudado e esclarecido alguns pontos dos meus futuros colegas. Boa sorte!

Comentários

  1. Cara, ficou meio mal explicado no número três, acrescenta aí que pode rodar sim no ensino médio, mas não rodar no último ano e passar no vestibular, pois o requisito mínimo é ter concluído o ensino médio etc... pra quem não conhece confunde.

    ResponderExcluir
  2. Será que mudaram recentemente? Quando fiz vestibular diziam que não poderia ter rodado no EM. Vou averiguar. Obrigado pelo comentário.

    ResponderExcluir
  3. Há um equívoco no décimo item:
    A prova de Geografia da UFRGS de 2011 teve 3 letras E consecutivas no seu gabarito.

    ResponderExcluir
  4. Nossa! Não sabia. Essa, provavelmente, foi a primeira vez. Vou atualizar o texto quando chegar em casa.

    []'s.

    ResponderExcluir
  5. Olá, eu passei na Ufrgs no vestibular de 2012 e prestei atenção nas tuas dicas, obrigada!

    ResponderExcluir
  6. Eu é que agradeço! Parabéns por ter passado e nos vemos em Março... ou não...

    ResponderExcluir
  7. Oi, pretendo fazer a prova de vestibular da UFRGS, e queria saber quanto à um dos item que tu colocou ali, dizendo que metade da prova de literatura é sobre os livros obrigatórios... Quantos livros dessa lista devo ler? Todos? Ou devo escolher um para responder as questões? obrigada.. :)

    ResponderExcluir
  8. Olá, pretendo fazer o vestibular ano que vem, pois esse ano termino o ensino médio. É muito dificil a prova da UFRGS ? Sou de São Paulo, entao, terei de alugar algum apartamento, mas será que consigo morar no campus logo no meu primeiro ano ?Muito Obrigado

    ResponderExcluir
  9. Olá, Rafael! Desculpe pela demora no responder.

    Então, passar na UFRGS não é difícil para quem estuda e sabe os conteúdos. Quanto à moradia, não se preocupe, pois a universidade possui três casas de estudantes, bastando você se candidatar, fazer uma entrevista e esperar que seu pedido seja aprovado, o que tem boas chances de acontecer já que você é de outro estado.

    ResponderExcluir
  10. Cara, retira o item de número 10. Tu estás totalmente equivocado quanto à formatação do gabarito. No vestibular da Ufrgs de 2003, por exemplo, na prova de língua portuguesa havia QUATRO questões seguidas com a resposta sendo a letra "D" (veja o link http://www.ufrgs.br/coperse/cv2003/gabaritos/). Quanto ao item de número 9, a UFRGS segue padrões de respostas que favorece o que alguns professores chamam de "chute científico" (um artifício válido apenas prá quem realmente está preparado prás provas - como a galera que visa à medicina). Dentro destes padrões encontramos o menos usado 5-5-5-5-5, outros como 6-4-6-4-5 ou 5-7-4-4-5, etc. Quanto ao ítem de número 12, conversando com os alunos que tiram as maiores notas no vestibular verás que a MAIORIA faz a prova de redação primeiro (apenas rascunho), faz a prova de português inteira, transcreve o gabarito para a folha de respostas e por fim revisa o rascunho da redação para posteriormente transcrevê-la para a folha de redação. Seguindo esta sequência dá maior chance do aluno distanciar-se da redação, revisar erros de ortografia, reestruturar frases e verificar se o texto apresenta progressão e coesão. Revisa teus posts.

    ResponderExcluir
  11. jose carlos silva da silva30 de julho de 2012 04:39

    Bom dia!Tenho uma pergunta ,e possivel passar no vestibular da UFRGS SEM CURSINHO ? Estou tentando essa tarefa dificil,estudei sempre em escola pública. Obrigado

    ResponderExcluir
  12. Como diz o ditado, nada é impossível! Já tive colegas que, segundo eles, entraram sem cursinho, mas isso exige um elevado nível de dedicação e de disciplina. Boa sorte!

    ResponderExcluir
  13. 580 pontos (último colocado) é uma média difícil de ser alcançada ? eu teria que ir o quão bem nas provas de peso 3, 2 e 1? alguma dica pra estudar quando se está no cursinho? às vezes é necessário fazer um cronograma pra não ficar pra trás nos estudos... enfim... obrigado!

    ResponderExcluir
  14. Aos que gostam de física e desejarem formar um grupo de estudos, me adicionem no face! Vamos entrar na "tia-ufrgs" galera! Um abraço.

    ResponderExcluir
  15. Olá, amigo! Gostaria de saber como funciona os horário na UFRGS? Eu escolhi DIURNO, seria pela manhã ou a tarde? É possível conciliar trabalho ou estágio, cursando o ens superior na UFRGS?

    ResponderExcluir
  16. Olá, Kebin.

    No começo de seu curso, é provável que você consiga encaixar todos os horários no turno da Manhã ou da Tarde. No entanto, no decorrer do mesmo, você irá repetir algumas cadeiras (não se preocupe, pois isso é normal) e, para cursá-las, você não terá opções a não ser cursar alguma coisa de manhã, de tarde e, dependendo do caso, à noite.

    Você pode conseguir trabalhar se for bem organizado com os horários - o que está longe de ser o meu caso ;) - mas lembre-se de que você terá duas prioridades: o emprego e a faculdade. Se puder, tente conseguir uma bolsa na própria UFRGS, é sem dúvidas a melhor opção.

    ResponderExcluir
  17. Olá, seguinte, pretendo passar na UFRGS ano que vem, só que estou com problemas no estudo.. Comprei, já, dois cadernos das duas últimas provas da UFRGS respondidas e comentadas, no entanto, não sei por onde começar :S Como começo com o estudo, pois falta pouco tempo...

    ResponderExcluir
  18. olá eu vou fazer ano que vem queria saber quanto tempo dura a prova
    é mesmo tempo que as provas do enem ??

    ResponderExcluir
  19. Eu quero fazer astrofísica mais to na dúvida se a prova vai ser no Instituto de Física ou se foi nos outros anos.
    Se poder responda....Valeu ótimas dicas ! ! !

    ResponderExcluir
  20. Parabéns pelo site, gostei muito das dicas. Mas quanto tempo é o minimo para passar ? qua é a prova conhecida como "a mais dificil " entre os candidatos ?

    ResponderExcluir
  21. É bem dificil mas não impossivel ,eu passei em 2011 odontologia me dediquei muito estudei demais ,e valeu a pena !

    ResponderExcluir
  22. Olá, André Machado! Seu artigo é bem interessante!
    Você poderia me dar uma dica? Acho o site da UFRGS pouco claro nesse sentido. Soube que há dois vestibulares na UFRGS, inverno e verão. O de inverno pouco divulgado. Se existe realmente, gostaria de saber a data.

    ResponderExcluir
  23. Atualmente, a UFRGS não realiza vestibular de inverno (eles tentaram há um tempo atrás, mas não deu muito certo). O que ocorre é que, dependendo da nota que você consegue no vestibular de verão, você pode iniciar o seu ano letivo no primeiro ou no segundo semestre. Veja o calendário acadêmico.

    []s

    ResponderExcluir
  24. prestei atenção nas dicas obrigado !

    minha dúvida não tem haver com as dicas , minha dúvida é a seguinte : posso fazer a prova da UFRGS em outro estado ou somente no rio grande do sul ?
    e caso eu passe na prova a instituição oferece algum tipo de moradia no campus ou eu terei que alugar uma moradia ?

    ResponderExcluir
  25. Olá, Andrey!

    As provas acontecem apenas nos municípios de Porto Alegre, Bento Gonçalves, Imbé e Tramandaí. Além de moradia, temos vários outros benefícios: http://www.ufrgs.br/prae/secretaria

    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  26. Olá , André !

    Adorei as suas dicas foi aproveitar valeu !

    ResponderExcluir
  27. Olá amigo,

    Espero que ainda esteja ativamente respondendo.
    Gostaria que explicasse como funciona a nota do ENEM aplicada ao vestibular tradicional. É possível abrir mão da nota do ENEM? ou isso seria uma desvantagem.
    Outra coisa é que sou nordestino, será que serei muito discriminado, caso aprovado?

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  28. Olá, sobre aquilo que você postou sobre 3 respostas consecutivas acho que aquilo esta errado pois no gabarito de biologia do ano 2013 as 6 primeiras respostas são:" CCCBBBDAC.."

    ResponderExcluir
  29. A UFRGS é grátis, VÍRGULA, A UFRGS não é grátis, o povo sutenta com impostos. Por favor, leia qualquer obra de Milton Friedman e você jamais escreverá tamanha bobagem, não existe almoço grátis amigo, não se iluda ;)

    ResponderExcluir
  30. Gostaria de saber se há alguma divisão das matérias na prova da UFRGS, como no Enem em que no primeiro dia são realizadas as questões de ciências humanas e da natureza e no segundo, linguagens, matemática e redação. Agradeço desde já.

    ResponderExcluir
  31. Sim. O Vestibular da UFRGS tem quatro dias de provas:
    Domingo: Física, Literatura e Língua Estrangeira;
    Segunda-Feira: Língua Portuguesa e Redação;
    Terça-Feira: Biologia, Química e Geografia;
    Quarta-Feira: História e Matemática.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como acessar configurações avançadas no Sagemcom F@st 2704N

NOVO TUTORIAL: GUIA DEFINITIVO DAS CONFIGURAÇÕES AVANÇADAS DO SAGEMCOM F@ST 2704N!
Atualização 23/01/2015: Alguns problemas apontados e descobertos nesse modem:
1. Alguns usuários relatam dificuldade em salvar alterações na configuração ADSL;
2. Não sei como acessar os logs do modem; mesmo habilitando, eles não aparecem;
3. Se você trocar o DNS do modem, ele voltará ao da Oi ao ser reiniciado;
4. Estou enfrentando alguns problemas sérios de lentidão. Não sei se isso é relacionado ao modem ou a algum dispositivo na minha rede interna.
-----
Os modens da marca Sagemcom estão se tornando muito populares no Brasil, não, quiçá, por sua qualidade, mas porque eles são os atuais queridinhos das operadoras: quando você assina um plano ADSL, geralmente a operadora envia um modem wireless para sua casa a fim de que você possa navegar sem precisar ter gastos extras com esse equipamento. É claro que os equipamentos fornecidos pelas operadoras são básicos, mas saciam as necessidades dos usuários comuns - …

O Guia Definitivo das configurações avançadas no Sagemcom F@st 2704N

Há alguns meses, eu contei minha experiência com o Sagemcom F@st 2704N e tenho recebido diversos comentários sobre suas configurações avançadas. Agora que minhas aulas na faculdade estão acabando, resolvi reservar um tempinho para explorar melhor esse modem que, diga-se de passagem, é muito bom.