Pular para o conteúdo principal

Meu currículo computacional

Ontem no Twitter entramos em uma interessante discussão sobre computadores antigos e eu sugeri ao @acheiobyte que escrevesse um artigo falando sobre essas máquinas. Resolvi, então, continuar na onda e revelar para vocês um pouco do meu currículo computacional n(é incrível como o cara ficou 7 anos com um K6-II :O)


Meu currículo computacional começa bem antes do dele. Não lembro o ano mas acho que foi em 1993 que vi um computador pela primeira vez, na casa da então namorada do meu irmão. Era um micro enorme da Itautec com monitor de fósforo verde e uma impressora matricial da Rima. Posteriormente, a família dela trocou o micro por um "super computador" que na verdade era um 486 com Windows 3.11. Em 1995, ao entrar em uma escola particular, na 4ª série, no início daquele ano, ficávamos brincando no LOGO através de micros MSX ligados a televisores de tubo. Posteriormente, naquele mesmo ano, a escola compraria um laboratório de micros 486 com Windows 3.11 da HP que era mais ou menos parecido com esse.


Meu primeiro computador propriamente dito só veio em 1997: meu pai havia comprado-o de um tio da minha já cunhada, que trabalhava em um banco por módicos R$ 150,00 (várias empresas vendem seus micros antigos aos funcionários). Era um Itautec 386 (processador Cyrix) com 4MB de RAM, HD de 120MB, MS-DOS 6.22 e Windows 3.11. Mesmo com recursos limitados - ele demorava incríveis 15 minutos para enviar um documento para a impressora! - foi graças a ele que me introduzi no mundo da programação, através dos arquivos de lote, do BASIC e do Turbo Pascal.


Apenas em 2003, ao fazer um curso de informática, conseguimos comprar um novo computador que me acompanhou até poucas semanas atrás. Sua configuração original era um Athlon XP 2200+ (clock real de 1800MHz), com HD de 40GB e 256MB de memória. Foi neste micro que eu conheci o GNU/Linux, no mesmo ano da aquisição, baixando uma imagem do Kurumin 2 na escola de informática. Logo descobri as limitações de minha placa de vídeo da SiS. Posteriormente, veio a banda larga e eu comecei o caminho de testar e de descobrir novas distros. Em 2005, substituí o drive de CD-RW por um de DVD-RW, em 2007 adicionei mais 512MB de memória e, no ano seguinte, substituí o pente original por outro de 512MB, tendo um Athlon XP com 1GB de memória.


Recentemente, os pentes de memória de meu Athlon começaram a dar problemas e, então, sem opção, adquiri um laptop da Acer, modelo Aspire 5747-7991, com processador Intel Core i3, HD de 320GB e 3 GB de memória RAM.


A escolha do laptop deu-se por razão de mobilidade, afinal, será mais fácil levá-lo para a faculdade quando necessário (ainda não foi) mas, com ele, eu encerro dois ciclos: primeiro, eu passei pelas três principais marcas de processadores do mercado (a Cyrix foi comprada pela Via) e, segundo, dos formatos de gabinete: desktop, torre e laptop (agora só me falta um Mac, hehehe).


E você: que micros já teve? Se tiver um blog, escreva um artigo no mesmo referenciando este, ou fale nos comentários mesmo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como acessar configurações avançadas no Sagemcom F@st 2704N

NOVO TUTORIAL: GUIA DEFINITIVO DAS CONFIGURAÇÕES AVANÇADAS DO SAGEMCOM F@ST 2704N!
Atualização 23/01/2015: Alguns problemas apontados e descobertos nesse modem:
1. Alguns usuários relatam dificuldade em salvar alterações na configuração ADSL;
2. Não sei como acessar os logs do modem; mesmo habilitando, eles não aparecem;
3. Se você trocar o DNS do modem, ele voltará ao da Oi ao ser reiniciado;
4. Estou enfrentando alguns problemas sérios de lentidão. Não sei se isso é relacionado ao modem ou a algum dispositivo na minha rede interna.
-----
Os modens da marca Sagemcom estão se tornando muito populares no Brasil, não, quiçá, por sua qualidade, mas porque eles são os atuais queridinhos das operadoras: quando você assina um plano ADSL, geralmente a operadora envia um modem wireless para sua casa a fim de que você possa navegar sem precisar ter gastos extras com esse equipamento. É claro que os equipamentos fornecidos pelas operadoras são básicos, mas saciam as necessidades dos usuários comuns - …

O Guia Definitivo das configurações avançadas no Sagemcom F@st 2704N

Há alguns meses, eu contei minha experiência com o Sagemcom F@st 2704N e tenho recebido diversos comentários sobre suas configurações avançadas. Agora que minhas aulas na faculdade estão acabando, resolvi reservar um tempinho para explorar melhor esse modem que, diga-se de passagem, é muito bom.